MICRORGANISMOS PROBIÓTICOS NA ALIMENTAÇÃO: RISCOS OU BENEFÍCIOS?

MICRORGANISMOS PROBIÓTICOS NA ALIMENTAÇÃO: RISCOS OU BENEFÍCIOS?

Data: 28/08/2019 14hs

Palestrante ELIANDRA MIRLEI ROSSI

O interesse em alimentos funcionais aumentou muito entre os consumidores, devido a uma consciência crescente em relação à saúde e à nutrição.Dentre os alimentos mais procurados com essas finalidades estão os probióticos. No Brasil, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA) define probióticos como microrganismos vivos capazes de melhorar o equilíbrio microbiano intestinal produzindo efeitos benéficos à saúde do consumidor. Inicialmente os probióticos foram adicionados ao iogurte e outros produtos lácteos fermentados, mas atualmente existe um vasto mercado relacionado ao desenvolvimento de pesquisas para o desenvolvimento de novos alimentos com adição de probióticos.

Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade do Oeste de Santa Catarina (2004). Possui Especialização em Tecnologia e controle de qualidade de alimentos pela Universidade de Passo Fundo- UPF (2006). Mestre em Microbiologia Agrícola e do Ambiente pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul- UFRGS (2010). Doutora em Microbiologia Agrícola e do Ambiente pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul- UFRGS(2015). Atualmente é professora da Universidade do Oeste de Santa Catarina- UNOESC, Campus de São Miguel do Oeste-SC nas áreas de microbiologia, biotecnologia e biossegurança, atua como Bióloga responsável técnica pelo Laboratório Microbiologia, coordenadora dos laboratórios da Área da Saúde, membro da Comissão Interna de Biossegurança (CIBio), membro do núcleo docente estruturante dos cursos de Farmácia, Engenharia de Alimentos e Fisioterapia. Tem experiência na área de Microbiologia, com ênfase em microbiologia de alimentos, médica e ambiental, atuando principalmente nos seguintes temas: Contaminação de água e alimentos,Suscetibilidade a antimicrobianos, identificação de microrganismos de interesse médico, veterinário e ambiental.